O Músico do Saxofone

No outro dia, na bicha da caixa de Supermercado, à minha frente calhou-me um homem, penso que de nacionalidade Ucraniana, com um saco grande de moedas de 0,50, 1 e 2 euros.
Este homem toca Saxofone e costuma estar em meia dúzia de sítios aqui pela Baixa do Porto: Aliados, Clérigos, S. Bento, Sta. Catarina, etc.. Quem vive no Porto e por estes sítios costuma passar, deve saber quem ele é. Tem um ar simpático, bonacheirão e mesmo com as bochechas ocupadas a soprar no bocal do seu Saxofone, consegue fazer uma espécie de sorriso, muito ajudado pelos seus olhos pequeninos e azuis, a quem para ele olha ou lhe deixa uma moeda.
A Madalena, a menina da caixa – com unhas gigantescas diferentemente coloridas e brilhantes, estilo garras – conta-lhe as moedas… 35, 36, 38, 40, 42……
124, 126, 128, 130……
….. 180, 182, 184, 186, 188, 190, 192, 194!!!

“- 194! – diz a menina Madalena – se me der mais 6 euros eu dou-lhe duas notas de 100 euros! E ela diz isto assim muito explicadinho, muito devagarinho e acompanhado de linguagem gestual, pois o Senhor não fala português, só sorri, cara vermelhusca de quem já emborcou uns copitos a mais de vinho, olhar bom, sereno.
E a Madalena torna-lhe a pedir 6 euros, para completar os 200!
E o Saxofonista continua a sorrir, olhos brilhantes.. e continua à espera do seu dinheiro.
Já com pessoas a manifestar a sua impaciência na bicha, Madalena desiste e dá-lhe os 194 euros em notas mais duas moedas de 2 euros.
E o homem agradece, com vénias e mais sorrisos, balbucia qualquer coisa sonoramente parecido com Obrigado e Adeus e vai-se embora.
Chegada a minha vez na Caixa, comento com a menina Madalena que hoje a música rendeu-lhe bem: 194 euros!
“- Mas não foi só isto, esta já é a segunda vez que ele cá vem trocar as moedas, neste dia. Ao princípio da tarde foram 80 euros! Tudo junto hoje já foram 274 euros!”
“- O quê? Esse dinheiro todo só num dia?
“- Sim, apesar que hoje é Sábado e costuma ser um bocadinho mais, mas em média ele trás-nos 200 euros por dia. Já nem precisamos de ir buscar moedas ao Banco!”
“-Bolas, isso é muito dinheiro num mês! E ele vem todos os dias mesmo?”
“-Ás vezes ele desaparece por uns tempos, mas tem o cuidado de nos vir avisar que não vem trazer moedas durante uns dias… penso que deve ir tocar para outras cidades, nunca conseguimos perceber. O homem é simpático, está sempre a rir mas não percebe patavina do que lhe perguntamos…”

Paguei as minhas compras, e lá fui eu para minha casa a fazer umas contas de cabeça: se ele quisesse tocar todos os dias, fazendo as contas aos 200 euros – para não exagerar – daria cerca de 6000 euros por mês! 6000 euros livres de impostos… de pobre homem como eu lhe chamava, passou a que rico homem! Que faria ele a esse dinheiro?
Gosto de pensar que o mandaria quase todo para a família, lá longe na Ucrânia. Espero que o vício do vinho não interfira nessa minha esperança. Adorava um dia ficar a saber que este homem, sorridente e de olhos azuis cheios de bondade, tinha voltado para junto da sua família e que viviam todos bem, com o dinheiro por ele ganho em Portugal.

Agora uma coisa que nada tem com a história que acabei de contar:

Algum dos meus amigos sabe onde posso tirar um CURSO INTENSIVO DE SAXOFONE em… sei lá: 48 horas?

Avisem-me, se souberem! Não faço ideia porquê, mas apetece-me aprender a tocar Saxofone…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s