Retalhos de Vidas – Sétima e última parte – O desatar do nó.

Chegou a semana Santa. Xavier não queria criar muitas expectativas, nem sequer contou a sua Tia a conversa que teve com a Senhora D. Joana. Na verdade, passados os momentos de entusiasmo que aquela boa Senhora lhe proporcionou ao dar-lhe alguma esperança, Xavier voltou a cair em si. Mesmo que as coisas se esclarecessem entre …

Continue a ler Retalhos de Vidas – Sétima e última parte – O desatar do nó.

Retalhos de Vidas – Sexta parte O desgosto de Xavier

  Xavier mal chegou a casa, depois de um longo dia de trabalho, sentiu de imediato que alguma coisa tinha acontecido. A Tia, apesar de ainda ser cedo, já tinha as portadas fechadas e estava sentada numa cadeira, às escuras, à sua espera. Xavier notou-lhe ainda algumas lágrimas perdidas na sua cara. O seu ar …

Continue a ler Retalhos de Vidas – Sexta parte O desgosto de Xavier

Retalhos de Vidas – Quinta parte O Desgosto de Branquinha

António tinha ficado muito intrigado: "sobrinho" da Tia da Mariazinha, muito parecido com ela, com quase vinte anos de idade... seria possível? Não! Nem pensar! Ele tinha a certeza que tudo tinha corrido de feição... no entanto, a dúvida não o abandonava... E se alguma coisa tinha corrido mal, nesse dia tão longínquo? E se …

Continue a ler Retalhos de Vidas – Quinta parte O Desgosto de Branquinha

Retalhos de Vidas – Terceira parte António e família

António quis certificar-se, mais uma vez, que as duas seriam discretas. Não lhe convinha nada que se começasse a falar na vida dupla que tinha levado até agora. O seu Tio, ainda ignorava o namoro dele com Mariazinha e era imperativo que continuasse nessa ignorância. Logo na manhã seguinte dirigiu-se a casa da Mariazinha. Falaria …

Continue a ler Retalhos de Vidas – Terceira parte António e família

Retalhos de vidas – Segunda parte Mariazinha e António

  E os dias, os meses e até mesmo mais um ano inteirinho se passaram e António não dava sinais de querer avançar para algo mais sério. As obras na Igreja já tinham terminado e António voltou para Vila Real durante uns tempos. Disse a Mariazinha que precisava de resolver por lá uns assuntos pendentes. …

Continue a ler Retalhos de vidas – Segunda parte Mariazinha e António

Os Rissóis

Clarinha chorava silenciosamente, de pé em cima de um banco de madeira. Sua Mãe, visivelmente transtornada, enchia de farinha com modos bruscos e fazendo muito barulho, uma tigela de barro na banca da cozinha. Havia farinha espalhada por todo lado. E berrava com a filha: “Minha grande burra! Assim nunca mais vais aprender!!”; “Voltas a …

Continue a ler Os Rissóis

A Fé

Sexta-feira à tarde. Dia 12 de Maio de um ano já muito lá para trás. D. Alice tinha largado o seu trabalho de Contínua na escola e dirigia-se agora para casa dos Senhores onde costumava fazer arranjos de costura. Essa família tinha um bando de crianças e a necessidade de arranjos de roupa era sempre …

Continue a ler A Fé