O meu Caminho para Santiago e para tudo o que Deus queira para mim, depois de o terminar.

Porque quero fazer o Caminho de Santiago, a pé? Não sei ao certo. Uns dias penso que será para me desafiar a mim mesma, ficar a saber do que sou capaz, outros para experimentar e desfrutar da simplicidade e do despojamento que quero impôr a mim própria, outros penso que será para lavar a minha …

Continuar a ler O meu Caminho para Santiago e para tudo o que Deus queira para mim, depois de o terminar.

O Passarinho Milagreiro

Cristina Sottomayor

-André, temos que ir a casa da tua Mãe , anda lá…. acorda! A Violeta e o Hércules devem estar cheios de fome! A-C-O-R-D-A dorminhoco.

E o André resmungava coisas ininteligíveis e tentava segurar o cobertor por cima dos ombros, numa vã tentativa de conseguir dormir mais uns minutinhos. Mas lá acabou por se render, sabia que a Rita, sua namorada há mais de três anos não o ía deixar em paz até que se levantasse.
-Que chatinha que és! Quero lá saber da Violeta! Ainda por cima ela está gorda e devia fazer dieta…
-Háháhá, tu és muito engraçado: ela não está gorda, ela vai ter gatinhos!! Mais uma razão para comer bem e a horas. Além disso, tu prometeste à tua Mãe que ias lá todos os dias de manhã e já são duas da tarde! És cá um preguiçoso.. e um menino mimalho, também!

E lá foram…

View original post mais 1.779 palavras

Retalhos de Vidas – Sétima e última parte – O desatar do nó.

Chegou a semana Santa. Xavier não queria criar muitas expectativas, nem sequer contou a sua Tia a conversa que teve com a Senhora D. Joana. Na verdade, passados os momentos de entusiasmo que aquela boa Senhora lhe proporcionou ao dar-lhe alguma esperança, Xavier voltou a cair em si. Mesmo que as coisas se esclarecessem entre …

Continuar a ler Retalhos de Vidas – Sétima e última parte – O desatar do nó.

Retalhos de Vidas – Sexta parte O desgosto de Xavier

  Xavier mal chegou a casa, depois de um longo dia de trabalho, sentiu de imediato que alguma coisa tinha acontecido. A Tia, apesar de ainda ser cedo, já tinha as portadas fechadas e estava sentada numa cadeira, às escuras, à sua espera. Xavier notou-lhe ainda algumas lágrimas perdidas na sua cara. O seu ar …

Continuar a ler Retalhos de Vidas – Sexta parte O desgosto de Xavier

Retalhos de Vidas – Quinta parte O Desgosto de Branquinha

António tinha ficado muito intrigado: "sobrinho" da Tia da Mariazinha, muito parecido com ela, com quase vinte anos de idade... seria possível? Não! Nem pensar! Ele tinha a certeza que tudo tinha corrido de feição... no entanto, a dúvida não o abandonava... E se alguma coisa tinha corrido mal, nesse dia tão longínquo? E se …

Continuar a ler Retalhos de Vidas – Quinta parte O Desgosto de Branquinha

Retalhos de vidas – Quarta parte Xavier e Branquinha

  Xavier e a sua Tia, no próprio dia em que chegaram, foram fazer uma visita à Igreja da Lapa. A Tia já há quase vinte anos que não entrava nesta igreja que era a sua preferida, desde sempre. Procuraram um lugar mais perto do altar e ajoelharam-se numa vénia respeitosa. Sentaram-se nos bancos compridos …

Continuar a ler Retalhos de vidas – Quarta parte Xavier e Branquinha

Retalhos de Vidas – Terceira parte António e família

António quis certificar-se, mais uma vez, que as duas seriam discretas. Não lhe convinha nada que se começasse a falar na vida dupla que tinha levado até agora. O seu Tio, ainda ignorava o namoro dele com Mariazinha e era imperativo que continuasse nessa ignorância. Logo na manhã seguinte dirigiu-se a casa da Mariazinha. Falaria …

Continuar a ler Retalhos de Vidas – Terceira parte António e família

Retalhos de vidas – Segunda parte Mariazinha e António

  E os dias, os meses e até mesmo mais um ano inteirinho se passaram e António não dava sinais de querer avançar para algo mais sério. As obras na Igreja já tinham terminado e António voltou para Vila Real durante uns tempos. Disse a Mariazinha que precisava de resolver por lá uns assuntos pendentes. …

Continuar a ler Retalhos de vidas – Segunda parte Mariazinha e António