A Fé

Sexta-feira à tarde. Dia 12 de Maio de um ano já muito lá para trás. D. Alice tinha largado o seu trabalho de Contínua na escola e dirigia-se agora para casa dos Senhores onde costumava fazer arranjos de costura. Essa família tinha um bando de crianças e a necessidade de arranjos de roupa era sempre …

Continue a ler A Fé

Desolação

Cristina Sottomayor

Desolação
O dicionário diz que é sinónimo de:
Isolamento emocional; Desamparo.
Devastação. Ruína.
Extrema tristeza.
Aflição.
Consternação.

Corações desolados. Quem os poderá compreender? Quem lhes sabe o que vai lá por dentro? Quem lhes adivinha a perdição? Quem quer ser o amparo de um coração isolado emocionalmente? Quem?
Apenas um outro coração igualmente isolado. Só esses se reconhecem, só eles se podem aconchegar uns aos outros.
Mas será isso o que um coração desamparado precisa? De algum amparo? Não, mil vezes não! O que um coração desvastado quer é que lhe arranquem para sempre a tristeza, a angústia corrosiva e os pensamentos escusados, por serem estéreis e nefastos para o seu dia-a-dia. O coração arruinado quer voltar a sorrir, quer ser alegre, quer brincar e sentir-se de novo vivo! O coração extremamente triste quer a salvação… quer que o salvem…
O coração aflito quer voltar a ser o que era:…

View original post mais 232 palavras

A Carta

Esta história é inspirada na infeliz história de vida que nos foi contada a mim e ao meu irmão Miguel em noite de Feiras Novas, no Largo da Havaneza, por um velhinho que dançava o Vira magistralmente, quase sem se mexer... Quase analfabeto, quando trabalhava no Brasil, tinha enviado uma carta à namorada - que …

Continue a ler A Carta

O Pirata

Passou-se o que eu vou contar, numa Terça-feira. Tenho a certeza disso porque era o meu dia de folga, o meu dia de descanso. Logo pela manhã, bem cedo, comecei a ouvir alguém a assobiar. Era um assobio diferente dos habituais, intercalado com um berro ininteligível que me soava a qualquer coisa que terminava em  "ata".  …

Continue a ler O Pirata