A Torneirinha – quarta parte

E tinha chegado o Domingo tão esperado pela Torneirinha: o dia em que ia voltar a sua casa! Que saudades tinha dos seus pais, dos seus irmãos, da sua casinha! Torneirinha levantou-se muito cedo, enfiou o vestido que a Senhora lhe tinha oferecido para ir à Missa aos Domingos, calçou os seus sapatos de lona …

A Torneirinha – terceira parte

O rapaz, fez uma pausa no seu choramingar, fungou forte por duas vezes e limpou o ranho à manga da sua muito encardida e enxovalhada camisa que já tinha sido branca. Os seus cabelos castanhos, quase rapados, estavam pejados de pedaços de flores e folhas secas da carqueja. Os seus olhos chorosos, de um azul …

A Torneirinha – segunda parte

  No dia seguinte, mal o sol tinha nascido, já a Torneirinha estava pronta para sair de casa mais a sua Mãe, em direcção à Rua Álvares Cabral, onde a casa da tal família ficava. Torneirinha tinha adormecido, na noite anterior, no meio de muitas lágrimas. Estava assustada, com muito medo. Ia ter muitas saudades …

A torneirinha – primeira parte

Torneirinha era uma criança vivaça, irrequieta, e muito inteligente. Era conhecida por todos na Freguesia da Vitória e nas outras que a ladeavam. Vivia numa casinha modesta, na Rua da Ponte Nova. O seu nome de Baptismo era Cecília Maria, mas era tratada por Torneirinha desde bebé, porque seu Pai era fabricante de torneiras, em …

Pedro e Inês – oitava parte

Dia 24 de Dezembro, pela manhã. Inês tinha recusado todos os convites recebidos para passar a noite de Natal em casa de amigos. Desde que o seu filho Manel tinha morrido, era sempre um dia e uma noite muito triste. Manel delirava com o Natal e tudo o que lhe dizia respeito. Por isso, este …

Pedro e Inês – sétima parte

Pedro e Inês sétima (e penúltima, ufa!) parte. Inês tinha voltado de Goa dois dias antes. Tudo tinha ficado bem, com Rita e os bebés. Dois rapazes, lindos de morrer. Que orgulho teve da sua filha! Uma Mãe-guerreira, era o que ela tinha sido. Inês tinha agora mais aquelas duas pessoas pequeninas para acomodar dentro …

Pedro e Inês – sexta parte

Pedro e Inês – encontros e desencontros fora de tempo. Sexta parte. Pedro sentia que de alguma maneira tinha perdido grande parte da sua criatividade. Por mais pequeno que um projecto fosse, dava voltas e mais voltas e era com muito esforço que conseguia terminar algum. Tinha dificuldades em concentrar-se. Estava triste, sentia-se sozinho como …

Pedro e Inês – quinta parte

Quinta parte. E os dias iam passando e Pedro, embora estável, não acordava. Os médicos diziam: – “Que não havia nenhuma razão física para não acordar. Todos os exames estavam bons, todas os parâmetros pareciam normais. Mas o cérebro humano é bem mais complexo do que o pouco que nós conhecemos… Pedro podia acordar a …

Pedro e Inês – quarta parte.

Quarta parte Intensificaram-se os trabalhos para o projecto estar terminado e pronto para ser avaliado pela Comissão de Avaliação do Prémio Internacional de Arquitectura e Paisagismo. A fase de acabamentos, por norma era a que mais se complicava, os imprevistos estavam sempre a surgir e tinham que ser prontamente ultrapassados. Pedro e Inês, formavam uma …

Pedro e Inês – terceira parte.

Terceira parte. A cumplicidade entre os dois aumentava ao mesmo ritmo que a casa ía sendo construída. De igual modo, estavam a alicerçar tanto a amizade como o futuro lar de Inês. Pedro já quase adivinhava os pensamentos de Inês. Cada vez mais a admirava. Pela sua inteligência, pela sua generosidade, pela sua capacidade de …